Artigos Científicos

Degradação Ambiental Como Vetor de Quebra da Ordem Pública Uso de Recursos de Reparação Ambiental Para a Segurança Pública

As questões de Segurança Pública se tornaram um dos maiores problemas sociais do Brasil na atualidade. Diferentes são os fatores que levam a esse resultado, passando por políticas públicas equivocadas, questões culturais, legais e até mesmo econômicas, porém, um dos componentes da quebra da Ordem Pública, objeto da Segurança Pública é a quebra da Ordem Ambiental. O que se busca demonstrar no presente trabalho é que isso decorre, em grande parte, dos desarranjos espaciais que se iniciam com a degradação ambiental, propiciando em seguida a acomodação social desordenada, o que leva a infiltração e acomodação criminal, que depois de se organizar para ações delituosas atacam a sociedade de todas as formas, violentando seus direitos individuais e coletivos assegurados na Constituição Federal Brasileira. Como são temas interligados na origem e nas consequências, pretende-se demonstrar que recursos de recuperação ambiental podem ser direcionados a equipamentos de Segurança Pública, pois implicam na salvaguarda da qualidade de vida, preconizada na Política Nacional de Meio Ambiente.

Abrir Artigo

Diagnóstico de Gestão de Praia

O Guarujá é a terceira maior ilha do litoral do Estado de São Paulo, com 27 praias ao longo de 22 quilômetros e 310 metros de costa. Segundo dados da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo - IBGE (2011), no Município residem em torno de 308.000 habitantes e estima-se que durante a temporada de verão, a cidade receba mais de 1,5 milhão de turistas. Grande parte deles usufrui da praia da Enseada, a qual possui vários problemas de gestão nesse espaço territorial quer na área ambiental ou na de infraestrutura pública colocada à disposição das pessoas. Diante deste cenário como objeto deste trabalho, objetivos foram traçados: a) Promover diagnóstico dos atores que atuam na Gestão dessa praia de Guarujá; b) Propor a gestão compartilhada da mesma através de um conselho paritário. Para realizar essa pesquisa, foram realizadas pesquisas bibliográficas relacionadas ao assunto e entrevista com o Secretário Municipal de Meio Ambiente. Os principais resultados estão direcionados ao formato do conselho e o regramento de seu funcionamento.

Abrir Artigo

Criação do Corredor Ecológico do Guarujá como Mecanismo de Ordenamento Territorial e Socioambiental

O município de Guarujá possui características peculiares, fruto da história de avanço em seu território, de sua vocação de turismo balneário e atividade portuária. Com o advento da ligação seca entre a ilha, onde se insere a cidade, e o continente, uma desordenada ocupação levou o município a apresentar graves problemas sociais e de segurança, decorrente de atividades ilegais e clandestinas. O presente artigo busca demonstrar cientificamente que o ordenamento territorial é possível se forem criados espaços protegidos, que lhes altere o regime jurídico de proteção. Já existe uma experiência muito bem sucedida com a criação da Área de Proteção Ambiental da Serra do Guararu e com a proposta de criar outra APA no maciço de Santo Amaro, objetivando a implantação de um corredor ecológico em Guarujá, que, com gestão compartilhada, se transformará em um precioso instrumento de proteção social e ambiental, com reflexos positivos na economia regional. O corredor atende também objetivos do Zoneamento Ecológico Econômico – ZEE, dos preceitos da Agenda XXI e do Plano Municipal da Mata Atlântica, em construção pela atual administração.

Abrir Artigo

Aplicação da Política Nacional de Resíduos Sólidos no município de Guarujá - SP

O presente  estudo  abordará  a  aplicação  da  Política  Nacional  de  Resíduos  Sólidos, Lei Federal  nº 12.305 de 2010, fazendo a contextualização da sua criação, as suas normas e  as  premissas  que  os  municípios  brasileiros  devem  seguir. Será  avaliado também o Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos de Guarujá, Lei nº   3.996   de   2012. Este   trabalho   destacará   ainda   uma   área   determinada   do município, os bairros Morrinhos e Vila Zilda, que sofrem com a questão do descarte incorreto  dos  resíduos  sólidos,  demonstrando  a  dificuldade  de  implantação  da legislação em vigor e a necessidade de se fazer um trabalho de educação ambiental com  a população, o que trará diversos benefícios tanto  para área  estudada, quanto para a região da Baixada Santista.

Abrir Artigo

Importância da Criação de uma Unidade de Conservação na Serra de Santo Amaro, Guarujá, SP.

O presente trabalho aborda a importância da criação de uma Unidade de Conservação de Uso Sustentável no maciço da Serra de Santo Amaro em Guarujá - SP, transformando aquela região em uma Área de Proteção Ambiental - APA. O estudo descreve a situação da área desde o histórico das ocupações ilegais localizadas em situação de risco, até os prejuízos socioambientais ocasionados, demonstrando a necessidade da intervenção do Poder Público e da sociedade organizada. A metodologia a ser implantada busca preservar os remanescentes do bioma Mata Atlântica, trazendo ainda incontáveis benefícios, diretos e indiretos, proporcionados com o estabelecimento de um ordenamento espacial. Existe no Guarujá experiência de implantação de APA, com excelente resultado no controle territorial e social e a proposta da nova Unidade de Conservação contempla também uma ligação física entre ambas, criando o maior corredor ecológico da cidade.

Abrir Artigo

A criação da Área de Preservação Ambiental - APA da Serra do Guararu, Guarujá, SP

A criação de uma Área de Proteção Ambiental - APA envolve metodologias próprias e a observação de preceitos legais para sua efetivação. O presente trabalho aborda a criação deste espaço territorial protegido e o que se pretende, no que tange o ordenamento territorial e à defesa socioambiental da Serra do Guararu, a qual está situada na região leste do município de Guarujá e possui relevantes remanescentes de Mata Atlântica, bem como monumentos históricos, estéticos e paisagísticos. O trabalho descreve como se processou, técnica e legalmente, a criação da APA.

Abrir Artigo

Consciência Socioambiental dos Estudantes do Ensino Médio da Cidade do Guarujá

Este artigo que trata da consciência socioambiental dos estudantes do ensino médio da cidade do Guarujá demonstra em seus gráficos a intenção dos jovens, cada vez mais, participarem das soluções conjuntas em prol do meio ambiente. Discutir a segurança socioambiental inicia-se com a responsabilidade social e ambiental, precedida pelo direito de vida digna em local apropriado com toda infraestrutura mínima para sobrevivência. Os jovens pesquisados já sinalizam interesse em participar de treinamentos e projetos ligados ao meio ambiente, só não sabem a quem procurar ou como iniciar. Discutir a consciência ambiental com um publico que concluiu o ensino médio e muito próximo de ingressar no ensino superior, demonstra como a consciência ambiental das novas gerações está passando por alterações e revisões em seu conceito. A facilidade do acesso às tecnologias e conseqüentemente a tudo que acontece na cidade ou região tem proporcionado um alto grau de maturidade em relação ao assunto. Fatos locais com grande repercussão na mídia ficam no subconsciente da população interferindo em uma correta identificação de ações ligadas a segurança socioambiental, que podem ser trabalhadas e redirecionadas com projetos para proteção do meio.

Abrir Artigo